Connect with us


Informática

Xiaomi lança power bank Black Shark com 10.000mAh e carregamento rápido

A Xiaomi lançou seu novo Black Shark power bank, uma bateria portátil bastante poderosa para fazer durar as gameplays nos dispositivos móveis, a bateria da Xiaomi conta com 10.000mAh e suporte a carregamento rápido de 18W.

Publicado a

em

Recentemente a Xiaomi lançou seu novo smartphone Black Shark focado no público gamer e com uma especificação com um hardware poderoso o suficiente para rodar jogos da melhor maneira possível. Para dar esse suporte ao consumo de energia do Black Shark, a marca lançou o Black Shark power bank, uma bateria que conta com 10.000mAh e suporte a carregamento rápido de 18W.

Power bank Black Shark Xiaomi

Power bank Black Shark com carregamento super rápido

Além dessas especificações potentes, ela possui um design elegante e um case sofisticado para combinar com a estética do smartphone gaming Black Shark. O LED verde no corpo do power bank indica o nível de bateria, contando com outro LED na parte inferior para mostrar quando o aparelho está sendo carregado.

As outras especificações da bateria portátil são duas portas USB-A e uma porta USB-C, sendo esta usada para recarregar o dispositivo. Como de costume, a conexão e carregamento com outros dispositivos acontece pela porta Type-C. Outros recursos incluem tecnologias que previnem o superaquecimento ou curto-circuito.

Com a tecnologia de carregamento rápido do smartphone Black Shark 2 Pro pode ter sua energia recarregada a 47% em apenas 30 minutes, de acordo com a Xiaomi. Caso o power bank seja usado com outros dispositivos Xiaomi, como o Black Shark Gamepad ou smart band, o carregamento vai desacelerar a velocidade para ficar compatível com a capacidade de carregamento do dispositivo em questão.

O power bank Black Shark de 10.000mAh está à venda por cerca de US$ 16 (aproximadamente R$ 66 em cotação atual). É possível fazer a compra da bateria portátil no site oficial da Black Shark ou em Mi.com.

Igor Luiz é Fundador e o Content Manager do Gadz Tech. Profissional na área de criação de sites, marketing digital e trabalha na publicação de notícias do site.

Anúncio
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × cinco =

Informática

Twitch: Adolescente gasta quase 20 mil dólares em doações com cartão da mãe

Console é reimaginado por fã na versão do filme The Batman, que ainda esta em fase de produção.

Publicado a

em

Fãs que costumam assistir a transmissões na Twitch, podem ajudar os seus streamers favoritos com doações monetárias, seja por cartão de crédito ou débito. Um caso ficou bastante famoso recentemente, na qual uma mãe que contou ao site Dot Esports, sobre seu filho que havia doado quase 20 mil dólares ao longo de 17 dias, para alguns streamers famosos que ele seguia na Twitch.

O adolescente em questão teve acesso ao cartão de débito da mãe, sendo que o valor em questão dizia respeito a “anos de poupança”.

Contato com a Twitch

A doação indevida feita pelo jovem, coloca em pauta sobre outros casos que acontecem com frequência na plataforma

As doações haviam sido feitas , foram para  streamers populares da Twitch, tais como Tfue, Gorb, Ewokttv, assim como estrelas do esporte que foram fazer parte da plataforma devido ao isolamento da COVID-19, como Kurt Benkert, o quarterback da Atlanta Falcons e Meyers Leonard do Miami Heat.

O que foi mais complicado nessa situação para a mãe, foi mesmo tentar entrar em contacto com alguém da plataforma Twitch, pois ela sentia como se fosse “bater contra uma parede”.

“Foi a coisa mais frustrante”, segundo ela, relatando seu episodio ao tentar preencher todo o formulário online, enviando e-mails registados ao CEO Emmett Shear e até mesmo a equipe legal da Amazon, que é dona da plataforma.

Final Feliz

Xsolla empresa parceira da Twitch

Mesmo depois de todos esses obstáculos, grande parte da quantia gasta pelo jovem já foi creditado na sua conta, graças ao contacto com a Xsolla, a empresa responsável pelos pagamentos em parceria com a Twitch.

Todas as transações feitas pelo rapaz, aos poucos foram restituídas (exceto o pagamento das despesas bancárias). Agora a mãe teve de se comprometer a manter encerrada a conta da Twitch usada nas doações, de forma permanente, para evitar que futuras novas transações ocorram sem autorização.

Tudo isso graças a usuários do Reddit, que  sugeriram a mãe do adolescente que entrasse em contacto com a empresa responsável pelo sistema de pagamento do Twitch, a Xsolla, recuperando grande parte do dinheiro doado.

Continue Lendo

Apps

Novo Chromecast Ultra: Especificações vazadas revelam um possível suporte ao Stadia. Veja outras curiosidades

Temos novos detalhes do novo Chromecast do Google, incluindo algumas especificações de hardware. Pode ter um modo de jogo de baixa latência para oferecer suporte ao Google Stadia

Publicado a

em

Há um tempo atrás tiveram rumores que apontavam para um lançamento de uma nova versão do Chromecast Ultra da Google. No começo de junho, o site XDA Developers liberou uma série de informações sobre a estratégia do Google para seu sistema operacional para televisores, incluindo o novo dispositivo da empresa, de codinome “Sabrina”, que deve trazer uma série de melhorias, contando até mesmo com o Android TV instalado.

O Chromecast

O Chromecast “Sabrina” já deve adotar uma nova interface para a Android TV, sendo mais minimalista e de fácil navegação.

Segundo o site, um desenvolvedor denominado deadman96385 divulgou mais detalhes que ele descobriu. Muita delas são relativas as especificações do dispositivo, encontradas no código de firmware vazado anteriormente. O Chromecast “Sabrina” deve vir equipado com:

  • Um processador Amlogic S905X2, de quatro núcleos Cortex A53 de 12nm rodando a 1,8GHz,
  • GPU Mali-G31 de 2 núcleos
  • e 2GB de RAM.

O aparelho, com esta configuração, deve ser capaz de suportar conteúdo em 4K 10-bit no formato H.265 a 60FPS via HDMI 2.1, além de HDR nos mais variados protocolos, entre Dolby Vision, HDR10, HLG e mais.

Em análises feitas por este desenvolvedor, foi encontrado alguns outros recursos importantes do aparelho. Ele virá com um aplicativo de sistema pré-instalado chamado “SabrinaService”. Este aplicativo tem referências para o “Modo automático de baixa latência”. Esse é um recurso da especificação HDMI 2.1 que permite que o dispositivo envie um sinal para a TV conectada para desativar os recursos de pós-processamento que podem adicionar latência à exibição do vídeo.

Suporte ao GOOGLE STADIA e o controle remoto do Google Chromecast Ultra

O controle remoto do Chromecast

O controle remoto do Chromecast “Sabrina” deve se conectar com o dispositivo através de Bluetooth.

Esse é um recurso pode estar vindo para o Chromecast e se vier pode melhorar o serviço de streaming de jogos em nuvem do Google, o Stadia. Segundo alguns relatos, o Google planeja trazer o suporte da Stadia para as TVs Android em 2020. A atualização mais recente do Stadia permite suporte experimental à TV Android, mas está longe de ser estável no momento.

O código dentro do SabrinaService também sugere um “GlobalKeyReceiver”. Ele sugere um controle remoto com o botão Netflix, o botão YouTube e um microfone. Além disso, outra parte do código do sistema revela que o controle remoto provavelmente se conecta ao dispositivo via Bluetooth.

Apesar disso, ainda não se sabe quando o aparelho do Google será lançado, muito menos o preço que será cobrado, mas é possível que vejamos a novidade chegar junto ao Pixel Quarta geração, em evento planejado para julho.

 

Fonte: GizChina

Continue Lendo

Informática

Confirmado! Xiaomi irá lançar o Mi Band 5 ainda este ano

A Mi Band é um dos gadgets da Xiaomi mais bem-sucedidos de sua linha, atualmente na sua 4ª versão. Com muitas especulações sobre a nova geração, a fabricante parceira acaba de desmentir estes boatos.

Publicado a

em

Há algum tempo que se fala da possibilidade da Xiaomi evoluir o seu popular smartband, surgindo o que se espera que seja a Mi Band 5. Esta nova versão virou febre na internet, mas agora surgiu uma informação importante. A Huami confirmou que o seu gadget existe e que ainda este ano será lançada para o mercado.

A Xiaomi tem uma surpresa para breve

Quem conhece o Mi Band sabe que ele não é criado e desenvolvido diretamente pela Xiaomi, mas sim desenvolvida pela Huami, uma das muitas empresas satélite da marca chinesa e que lhes criam alguns dos seus produtos.

Foi justamente a Huami que veio revelar o futuro do Mi Band e o que poderá ter em breve. As mais recentes informações davam conta de um abrandamento dos investimentos da Xiaomi na Huami. A verdade, conforme foi revelada junto com o Mi Band 5, é que esta informação é errada. A Huami reafirmou que a Xiaomi está empenhada na sua parceria e que os investimentos feitos pela empresa não vão abrandar no futuro próximo.

Muitas novidades para a Mi Band 5

Ainda não se sabe ao certo o que a nova pulseira inteligente Mi Band vai trazer de novidade, mas já existem algumas ideias. Vão ser mantidas todas as atuais caraterísticas, mas vão existir novidades. Fala-se da chegada do NFC e do GPS bem como outras melhorias.

A sua apresentação chegou a ser dada como certa num evento recente da Xiaomi, o que não aconteceu. Assim, e olhando ao calendário das apresentações anteriores, a smartband Mi Band 5 deverá chegar perto do final do ano.

 

Mas enquanto não chega, vale a pena comprar a smartband Xiaomi Mi Band 4?

A Mi Band 4 é a pulseira inteligente mais recente da linha de smartbands da Xiaomi. Assim como seus antecessores, o acessório fez muito sucesso entre o público por conta de seu custo-benefício, com funções úteis e um preço que não se compara ao cobrado por smartwatches, por exemplo.

Lançada oficialmente em junho de 2019, a pulseira inteligente chegou ao Brasil no fim do ano, conquistando novamente os adeptos dessa tecnologia. Porém, com a proximidade da revelação de seu sucessor, será que ainda vale a pena comprar uma Mi Band 4? Que benefícios essa smartband ainda pode oferecer aos seus usuários?

Para entendermos se ainda vale a pena comprar ou não a Mi Band 4, é importante avaliar suas funções e seus recursos:

  • Fornecer data e hora (como um relógio convencional)
  • Fornecer dados de previsão do tempo
  • Calcular os passos dados durante o dia
  • Aferir batimentos cardíacos
  • Medir a distância percorrida durante o dia
  • Calcular as calorias gastas durante o dia
  • Alarme, cronômetro e timer
  • Localizador de dispositivo (pode encontrar o celular conectado)
  • Acompanhar as atividades físicas (suporte para caminhada, corrida ao ar livre, corrida na esteira, academia, ciclismo e natação)
  • Exibir as notificações do smartphone
  • Controlar a reprodução de músicas do smartphone
  • Resistência contra água (pode suportar 30 minutos em mergulhos de até 50 metros de profundidade)
  • Pulseira removível e grande variedade de cores para personalização
  • Bateria de 135 mAh (autonomia de 20 dias)

 

Resumindo: A Mi Band 4 com certeza é uma das melhores smartbands atualmente disponíveis no mercado. A grande variedade de recursos aliada ao preço competitivo fazem desse acessório uma adição interessante no dia a dia de qualquer pessoa. É por isso que consideramos que SIM, ainda vale a pena comprar um Mi Band 4 da Xiaomi, mesmo que o seu sucessor já esteja a caminho.

Clique aqui e compre a sua pulseira inteligente Mi Band 4

 

 

Continue Lendo

Mais lidas +