Connect with us


Tecnologia

Ibulprofeno : Saiba quais remédios possuem o ativo e o por quê não é recomendado utilizar

Nota técnica divulgada pelo Ministério da Saúde recomenda “o não uso” de ibuprofeno e outros anti-inflamatórios não esteroidal (AINE) para pessoas com sintomas do novo coronavírus.

Publicado a

em

Um estudo científico publicado pelo The Lancet alertou o mundo sobre uso de ibuprofeno no tratamento de pacientes contaminados com o novo coronavírus (Covid-19). A Organização Mundial da Saúde (OMS) também não recomenda o uso do medicamento. Fizemos uma lista com muitos remédios que levam o ativo em sua composição.

Qual a finalidade o Ibulprofeno e como ele funciona?

O Anti-inflamatório é utilizado para baixar a febre de pacientes e ele causa a ativação do receptor EAC2. Esse processo pode potencializar a ação do vírus para infectar outras células do corpo humano.

 

 

A nota técnica da OMS também trata do uso de Inibidores de Enzima Conversora de Angiotensina (IECA), prescritos para tratamento da hipertensão arterial, e dos Bloqueadores de Receptores de Angiotensina (BRA), usados no tratamento de insuficiência cardíaca, entre pacientes que tenham contraído a Covid-19.

Além da OMS, especialistas também se posicionaram contra o uso. Em entrevista recente, Luís Fernando Aranha, infectologista da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, afirmou que o “o temor é que o ibuprofeno possa piorar o quadro de um paciente já infectado com o novo coronavírus”.

 

AVISO IMPORTANTE: Vale lembrar que antes de suspender o uso de alguma medicação é preciso buscar orientação médica.

Confira a lista de remédios ( e seus fabricantes ) que possuem ibulprofeno:

Advil (Cápsula) – Wyeth
Advil (Comprimido revestido) – Wyeth
Algiflex (Comprimido revestido)  – EMS
Algi-Reumatril (Comprimido revestido)  – Kley Hertz
Alivium (Cápsula) – Hypermarcas
Alivium (Comprimido revestido) – Cosmed
Alivium (Comprimido revestido) – Hypermarcas
Alivium (Comprimido revestido) – Mantecorp
Alivium (Seringa) – Hypermarcas
Alivium (Seringa) – Mantecorp
Alivium (Suspensão) – Hypermarcas
Alivium (Suspensão) – Mantecorp
Buprovil (Comprimido revestido) – Multilab
Buprovil (Suspensão) – Multilab
Buscofem (Cápsula) – Boehringer
Dalsy (Comprimido revestido) – Abbott
Dalsy (Seringa) – Abbott
Doraliv (Suspensão) – Aché
Doraliv GEL (Colírio) – Aché
Doraliv GEL (Gel) – Aché
Doraplax (Comprimido revestido) – Luper
Febsen (Suspensão) – Medley
Ibuflex (Cápsula) – Legrand
Ibuflex (Suspensão) – Legrand
Ibufran (Comprimido) – Brainfarma
Ibufran (Comprimido) – Neo Química
Ibufran (Suspensão) – Brainfarma
Ibufran (Suspensão) – Hypermarcas
Ibuliv (Cápsula) – EMS
Ibuliv (Comprimido revestido) – EMS
Ibuliv (Suspensão) – EMS
Ibupril (Cápsula) – Teuto
Ibupril (Comprimido revestido) – Teuto
Ibupril (Comprimido) – Teuto
Ibupril (Suspensão) – Teuto
Ibuprofan (Drágea) – Laboratil
Ibuprofeno (Comprimido revestido) – Brainfarma
Ibuprofeno (Comprimido revestido) – Cimed
Ibuprofeno (Comprimido revestido) – EMS
Ibuprofeno (Comprimido revestido) – Germed
Ibuprofeno (Comprimido revestido) – Medley
Ibuprofeno (Comprimido revestido) – Medquimica
Ibuprofeno (Comprimido revestido) – Prati Donaduzzi
Ibuprofeno (Comprimido revestido) – Teuto
Ibuprofeno (Comprimido) – Brainfarma
Ibuprofeno (Comprimido) – Neo Química
Ibuprofeno (Seringa) – Geolab
Ibuprofeno (Seringa) – Germed
Ibuprofeno (Suspensão) – Biosintética
Ibuprofeno (Suspensão) – Brainfarma
Ibuprofeno (Suspensão) – EMS
Ibuprofeno (Suspensão) – Geolab
Ibuprofeno (Suspensão) – Germed
Ibuprofeno (Suspensão) – Legrand
Ibuprofeno (Suspensão) – Medley
Ibuprofeno (Suspensão) – Medquimica
Ibuprofeno (Suspensão) – Nova Química
Ibuprofeno (Suspensão) – Prati Donaduzzi
Ibuprofeno (Suspensão) – Teuto
Ibupromed (Comprimido revestido) – Medquimica
Ibupromed (Suspensão) – Medquimica
Ibuprotrat (Seringa) – Natulab
Ibuprotrat (Suspensão) – Natulab
Ibuvix (Comprimido revestido) – Geolab
Ibuvix (Comprimido) – Geolab
Ibuvix (Seringa) – Geolab
Ibuvix (Suspensão) – Geolab
Iquego-Ibuprofeno (Comprimido revestido) – Iquego
Lombalgina (Comprimido) – Neo Química
Motrin (Comprimido revestido) – Pfizer
Novalfem (Seringa) – Sanofi
Novalfem (Suspensão) – Sanofi
Otiun (Seringa) – Pfizer
Parartrin (Comprimido) – Cazi
Spidufen (Granulado) – Zambon
Uniprofen (Comprimido revestido) – União Química
Uniprofen (Drágea) – União Química

 

Igor Luiz é Fundador e o Content Manager do Gadz Tech. Profissional na área de criação de sites, marketing digital e trabalha na publicação de notícias do site.

Tecnologia

Amazon: Esquema realizado por funcionários foi solucionado

Graças a tecnologia, a garota que foi sequestrada pode se comunicar com a policia da região.

Publicado a

em

Buscando terem prioridade de entrega nas lojas Whole Foods na área de Chicago, alguns funcionários da Amazon estariam usando um método pouco convencional.

Burlando o sistema

Graças a esse método usado, muitos funcionários tiveram seus pedidos entregues em um tempo bem reduzido

Nesta região, a Amazon possui um sistema de entregas para os funcionários da Amazon Flex, que pode selecionar aqueles que estiverem perto de uma loja da Whole Foods para realizar a entrega na frente de outras pessoas que estejam mais distantes.

Publicidade

Como uma forma de burlar o sistema, eles colocavam seus smartphones em arvores próximas das lojas, garantindo assim a prioridade de entrega das mesmas. Como o sistema detectava a localização como perto da loja, esses funcionários teriam prioridade para as entregas.

Pelo que foi relatado pelo portal Bloomberg, graças a este método, muitos funcionários tiveram seus pedidos de entregas entregues em um volume consideravelmente maior do que o normal, mesmo que se encontrassem a quilômetros de distância.

Solução da Amazon

Para evitar que este esquema continuasse, a Amazon decidiu agora criar uma “zona morta”, ou seja, ao redor das suas lojas, os pedidos não serão aceites mesmos que os funcionários estejam perto delas.

Dessa forma quem quisesse se beneficiar do esquema, deixa assim de conseguir usar o mesmo para obter vantagens. Com esta mudança, mesmo que esteja ligado ao wi-fi das lojas ou em zonas bastante próximas das mesmas, a pessoa não terá mais prioridade pelas entregas.

Fonte: Tugatech

Continue Lendo

Tecnologia

Neuralink: Elon Musk apresenta nova tecnologia que possibilitara ligar o cérebro a um chip

Nova tecnologia vai possibilitar que através do cérebro, possamos controlar outros dispositivos ou computadores.

Publicado a

em

Elon Musk realizou uma apresentação do seu novo dispositivo eletrônico, que permitira quer ligar o cérebro humano a computadores e outras formas de tecnologia. Através de um implante neural, que inicialmente ainda está sendo testado em porcos, o grande visionário tem como pretensão revolucionar o combate às demências e a outras doenças neurológicas.

A apresentação do Neurolink

Para iniciar o projeto, a porca que participa dos experimentos chama-se Gertrude, e a primeira demonstração foi divulgada este sábado (29/08), através de um vídeo na internet. Para a realização desse novo projeto, Elon Musk, que não esconde seu entusiasmo quanto ao chip inserido no animal, utilizou uma de suas empresas, para desenvolver seu experimento.

Já faz 2 meses que Gertrude possui o chip, que equivale ao tamanho de uma moeda, alojado em seu cérebro. O objetivo, segundo ele, é criar uma interface que funcione entre o cérebro e a máquina, seja um computador ou um celular.

Musk explica que o pequeno chip é uma espécie de fitbit (produtos eletrônicos desenvolvidos para o fitness) implantado no cérebro. A Neuralink, uma start-up que também pertence ao milionário, já pensa em testar o dispositivo em humanos.

O grande propósito por trás dessa tecnologia, é possibilitar que pessoas com problemas neurológicos, desde depressão, enxaqueca e demais danos cerebrais, também possam controlar computadores ou telemóveis com a mente. A médio prazo, o chip da Neuralink, poderá monitorizar a atividade de mais de mil neurônios cerebrais.

Tanto o empresário quando seus cientistas da start-up acreditam que essa cetologia poderá ser usados para curar doenças como a demência, Parkinson ou lesões da espinal medula.

Continue Lendo

Aparelhos Celulares

Samsung Galaxy: Linha Note pode estar com seus dias contados

Segundo rumores, a próxima linha que receberia a S Pen seria os Galaxy S21 ou S30, descartando os modelos Note da empresa.

Publicado a

em

Um dos principais diferencias da Linha note da Galaxy, sempre foi suas telas grandes que acompanham sua famosa S Pen.

Boatos da imprensa Sul Coreana, alguns dados apontam que o acessório S Pen, que até então era exclusivo da linha Note, pode chegar apenas para os futuros modelos Galaxy S21 (ou Galaxy S30), gerando uma série de duvidas se também será lançado um Galaxy Note 21/Note 30.

Rumores sobre o futuro da linha Galaxy

Segundo o site TheElec,o proximo Galaxy S21, esperado para o início de 2021, terá compatibilidade com a SPen, o que nunca aconteceu na historia da empresa. O acessório estaria disponível, segundo fontes ouvidas pelos sul-coreanos, esse novo modelo ainda desenvolvimento estaria composto pelo codinome “Unbound” (sem amarras), com três versões diferentes.

Publicidade

Foi definida as especificações dos modelos, que segundo o site coreano, não incluem o sensor ToF. O que confirma a suspeita sobre não aposarem suas fichas na criação de um novo Note é justamente por ainda ter confirmação para o ano que vem, e a decisão dependeria do sucesso de vendas da linha Galaxy Z Fold.

O modelo com tela dobrável é cotado para substituir a família Note, mantendo a compatibilidade com a S Pen. Enquanto os celulares Galaxy S20 e Note 20 estarão equipados com uma tela que se assemelha a linha Note. O Fold tem a vantagem de poder usar um componente maior, além de ser vendido em uma faixa de preço superior.

Atualmente, a caneta S Pen só é compatível com os celulares da linha Galaxy Note, além de alguns tablets das famílias Galaxy Tab S e Galaxy Tab A.

Continue Lendo

Mais lidas +