Conecte-se conosco

Celulares & Tablets

[ Bug Apple ] – Hacker encontra falha em iPhones e iPads que pode ser usada para destravar e invadir

Uma nova vulnerabilidade descoberta no iOS pode ser usada para o desenvolvimento de um jailbreak de diversos modelos de iPhones, o que não poderá ser bloqueado pela empresa. Entenda!

Publicado a

em

De acordo com axi0mX ( descobridor da vulnerabilidade), o checkm8 é uma falha nos arquivos de boot capaz de permitir que hackers tenham acesso a um nível tão profundo do iOS que será impossível para a Apple bloquear o acesso ou desativar um jailbreak desenvolvido a partir dele em futuras atualizações, fazendo com que esta falha seja uma das maiores descobertas da comunidade hacker no iPhone em anos.

 

Entenda a vulnerabilidade

Essa vulnerabilidade é do tipo bootrom: significa que hackers não apenas se aproveitam de uma falha de segurança no código usado pelos dispositivos para iniciar o iOS, mas também pelo fato de um arquivo do tipo ROM (arquivo apenas para leitura) não poder ser corrigido por atualizações de software da empresa. A única forma da empresa ajustar é recolher os aparelhos e trocar todos os chips onde essa vulnerabilidade está instalada.

Outro ponto interessante é que essa falha na bootrom se estende por diversas gerações dos smartphones da Apple, estando presente em todos os modelos que utilizam desde o processador Bionic A5 (iPhone 4s) ao Bionic A11 (iPhone 8 e iPhone X). O problema foi corrigido no Bionic A12, então todos os três modelos do ano passado e os três modelos do iPhone 11 não poderão ser desbloqueados por um jailbreak que utiliza essa vulnerabilidade.

Apesar da descoberta, é precisa deixar claro: ela diz respeito apenas a uma vulnerabilidade que pode ser usada para criar um jailbreak, o que quer dizer que ainda não existe nenhum modo de destravar os iPhones que já utilizam essa vulnerabilidade. Então, se você vir algum site oferecendo uma ferramenta que usa esse bootrom, pode ter certeza de que é vírus.

Anúncio

 

Mas afinal qual as possibilidades dessa vulnerabilidade

Por enquanto, essa vulnerabilidade ainda é um “tethered”, ou seja, só pode ser acessada se o aparelho estiver conectado a um computador via USB. Apesar disso, acredita-se que as características dessa falha possa permitir a criação de uma instalação “untethered”, ou seja, do tipo que é possível rodar um arquivo direto no celular para fazer o desbloqueio.

Mas, caso desenvolvedores independentes consigam usar o checkm8 como ponto de entrada para a criação de um jailbreak que não pode ser quebrado pela Apple, as possibilidades abertas com um sistema desses são infinitas. Por exemplo:

  • Possibilidade de instalar mais de uma versão do iOS no aparelho e, na hora de ligar o celular, escolher qual delas quer iniciar.
  • Permitir que os usuários façam um downgrade do iOS de seus iPhones sempre que tiverem vontade.

 

O lado negro dessa descoberta

Uma descoberta dessas também cria algumas preocupações de segurança dos aparelhos. Isso porque cibercriminosos podem usar a vulnerabilidade para evitar as medidas de segurança do iCloud, o que poderia ser usado por eles para instalar versões do iOS com malwares que roubam os dados do usuário ou então evitar que o dono de um iPhone bloqueie o aparelho em caso de roubo.

Ainda assim, pode ser que demore um pouco até um jailbreak que utiliza o checkm8 seja criado, principalmente porque a comunidade deste tipo de software para os iPhones já não é mais tão grande quanto antigamente. Além disso, com o passar dos anos, a Apple não apenas se tornou melhor em corrigir as vulnerabilidades como também a empresa começou a pagar mais para as pessoas que encontrarem e reportarem vulnerabilidades nos softwares da companhia.

Anúncio

Por enquanto, ainda é muito cedo para dizer se o checkm8 irá mesmo reanimar a comunidade jailbreak do iOS a desenvolver um novo tipo de destrave para os iPhones e iPads, mas, caso essa descoberta de uma vulnerabilidade que não pode ser corrigida traga mesmo de volta o interesse de muita gente que já havia “abandonado o barco”, é possível que nos próximos meses tenhamos o primeiro jailbreak para o iPhone, em anos, que pode ser levado a sério pela comunidade.

 

Fonte: The Verge

Igor Luiz é Fundador e o Content Manager do Gadz Tech. Profissional na área de criação de sites, marketing digital e trabalha na publicação de notícias do site. Email de contato: contato@gadz.com.br

Anúncio
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

um + dez =

Celulares & Tablets

O que é o Google Discover e como habilitar no meu telefone?

O Google Discover é uma solução para resolver o problema de encontrar notícias relevantes e personalizadas

Publicado a

em

O que é o Google Discover e como habilitar no meu telefone?

Em um mundo repleto de artigos, notícias e histórias, pode ser difícil encontrar o que realmente interessa a você . Em inglês “Discover” significa Descobrir, então, como o nome indica, o Google Discover é uma solução para encontrar o que realmente lhe interessa.

Uma breve história do Google Discover

Um pouco sobre o Google Discover
Um pouco sobre o Google Discover

As origens do Google Discover começa em meados 2012, quando era chamado de “Google Now”. A ideia do “Google Now” era fornecer informações ao longo do dia sem a sua contribuição. Em outras palavras, o Google faria as pesquisas do Google para você.

O Google Now pode traziam informações de cartões de embarque, próximos eventos esportivos, eventos de calendário, números de rastreamento e muito mais. Lentamente, o Google removeu algumas destes recursos e moveu muitos desses recursos foi parar no Google Assistente.

Com isso ele foi reduzido a buscar os artigos da web e passou a ser conhecido simplesmente como ” Google Feed “. Em 2018, o Google anunciou oficialmente o Google Discover que temos hoje.

Mas para que serve o Google Discover?

Aparência do Google Discover no Android (esquerda) e iPhone (direita)
Aparência do Google Discover no Android (esquerda) e iPhone (direita)

Como já mencionamos no início da matéria, o objetivo do Google Discover é revelado já no seu próprio nome. É ajudar a pessoa a descobrir conteúdo na web que diz respeito aos seus interesses. O feed do Google Discover de todos é personalizado de acordo com suas preferências.

Você não precisa visitar uma lista de sites ou selecionar seus próprios feeds RSS. O Google faz o trabalho para você, reunindo histórias de toda a web nas quais acredita que será do seu interesse. Tudo que você precisa fazer é abrir o Google app e você terá uma variação de conteúdo para desfrutar.

Como o Google Discover sabe do que eu gosto?

O Google Discover é personalizado para cada pessoa, mas como isso funciona exatamente? A primeira parte desta descoberta é o Google está explorando as informações que você já forneceu:

Anúncio
  • Suas atividade na internet
  • Seu histórico do Youtube
  • Buscas feitas no Google e outra séries de fatores

O mais importante de tudo isso, porém, é como você personaliza o Discover. Quanto mais você ajuda o algoritmo do Discover, melhor fica será a entrega de conteúdo para você.

No início, você pode encontrar coisas com as quais não se importa. Só porque você pesquisou uma vez por algo não significa que você é um superfã que precisa saber tudo sobre o tema. Se você disser ao Google que não está interessado nisso, não aparecerá novamente.

Como posso personalizar o Google Discover?

Personalizar o Google Discover tem a ver com agir de acordo com o conteúdo conforme você o vê. As histórias são apresentadas no feed como cartões e esses cartões incluem controles para ajuste fino.

Clique no ícone dos 3 pontinhos para abrir mais opções no Google Discover
Clique no ícone dos 3 pontinhos para abrir mais opções

Por exemplo, aqui está um cartão sobre um programa de Liga da Justiça. Tocar no botão de menu exibe algumas opções. Neste exemplo, o tópico que o Google acha que estou interessado é “Liga da Justiça”. Posso dizer ao Google que não estou interessado nisso ou “Siga” o tópico para obter ainda mais informações sobre ele.

Clicando no menu, surgirá mais opções do Google Discover
Clicando no menu, surgirá mais opções

O Que é o Google Discover?

Resumindo, o Google Discover é o feed de conteúdo da web personalizado e com curadoria. Se você está sempre procurando algo interessante para ler ou assistir, pode ser uma ótima ferramenta. 
Continue Lendo

Celulares & Tablets

LG K51s: Já esta disponível atualização com Android 10 no Brasil

Confira se seu celular já recebeu a atualização do androide mais recente, para ter acesso a vários recursos que ele oferece.

Publicado a

em

Se você estava a espera de uma atualização para o seu LG k51s, saiba que o Android 10 já esta disponível para Download. Recentemente os modelos K40s e K41s também receberam essa atualização no Brasil

A novidade foi confirmada nesta quarta-feira (20/01) por vários usuários nas redes sociais.

LG K51s Atualização

Android 10 no K51s

De acordo com os usuários que tiveram acesso ao update, o pacote possui cerca de 1,3 GB e traz uma série de melhorias implementadas pelo Google no Android 10. Alguns recursos como a conhecida navegação por gestos, central de notificações melhorada e várias correções de segurança estão presentes nessa versão.

Além disso, o software ainda implementa diversas alterações de design na interface proprietária da LG.

É necessário ter em mente que esse tipo de atualização é distribuída por meio de fases. Dessa forma, caso você tenha esse modelo, pode ser que a atualização ainda não tenha chego para você, mas provavelmente nos próximos dias ela deve ficar disponível para download.

Continue Lendo

Aparelhos Celulares

Huawei: Novo sistema operacional HarmonyOS estará disponivel para mais de 100 milhões de dispositivos

O programa de redução das taxas era para começar oficialmente em janeiro, mas agora em dezembro alguns desenvolvedores já receberam esse desconto.

Publicado a

em

2021 aguarda muitas novidades, e uma delas é o novo sistema operativo da Huawei, o HarmonyOS, que será usado por 100 milhões de dispositivos. Pelo menos é p que empresa espera ao fazer esse anúncio durante o Huawei Developer Day, na China.

Segundo a Huawei, a versão beta do HarmonyOS 2.0, disponível há duas semanas, tem interessado o mundo e seus desenvolvedores.

“Estamos a procurar trabalhar com mais desenvolvedores e parceiros para um cenário de ganha-ganha” ,explicou Yang Haisong, um dos vice-presidentes da Huawei.

HarmonyOS trabalhando com mais de 40 marcas

Novo sistema pretende competir com Android

A Huawei disse junto ao objetivo de estar presente em mais de 100 milhões de dispositivos, que também esta trabalhando com mais de 40 marcas. O objetivo é que os seus serviços, dispositivos ou aplicações funcionem normalmente com telefones que executem esse sistema operativo.

O HarminyOS não é apenas um sistema para Smartphones, mas também pretende trabalhar com mais de 120 fabricantes de eletrodomésticos e mais de 20 fabricantes de todos os tipos para criar produtos em 2021 para o seu sistema.

Semelhante ao EMUI 11, o HarmonyOS é a iniciativa da Huawei ficar independente do Android. Mas espera-se que a Huawei mude a interface antes de chegar à versão final. Afinal, a beta apenas está disponível para os desenvolvedores. É uma forma de portar as suas aplicações e verificar se tudo está a funcionar corretamente.

Fonte: Noticias de Tecnologia

Continue Lendo

Mais lidas +

Gadz © 2017 - E-mail para contato: contato@gadz.com.br