Connect with us


Mundo Geek

Venom 2: Sequência ganha título e data no Brasil

O segundo filme de Venom terá a sua estreia no Brasil um dia antes do lançamento nos EUA. Este filme foi um dos títulos que sofreu adiamento por causa do coronavírus

Publicado a

em

A estreia ocorre no Brasil um dia antes da chegada do filme nos EUA. O segundo filme de “Venom” foi um dos títulos que sofreu adiamento por causa do coronavírus — antes, a produção deveria chegar aos cinemas em outubro deste ano.

 

 

A Sony revelou hoje o título nacional e a data de estreia do segundo filme do vilão “Venom” no Brasil. Intitulado “Venom: Tempo de Carnificina”, o longa chega aos cinemas nacionais em 24 de junho de 2021.

O título do novo “Venom” destaca o vilão Carnificina, a ser vivido por Woody Harrelson (“Jogos Vorazes”). A direção do filme ficou com Andy Serkis (“Mogli: Entre Dois Mundos”). Além de Harrelson, voltam ao elenco Tom Hardy (Venom) e Michelle Williams (Anne Weying). A atriz Naomie Harris (“Moonlight”) deve interpretar outra vilã, Shriek.

Igor Luiz é Fundador e o Content Manager do Gadz Tech. Profissional na área de criação de sites, marketing digital e trabalha na publicação de notícias do site.

Anúncio
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 5 =

Games

Apple: Empresa acusa Epic Games por ataques coordenados contra plataformas

O conflito de interesses por ambas as empresas continua progride para a segunda fase no tribunal de justiças.

Publicado a

em

Existe uma disputa acirrada nos tribunais, entre a Apple e Epic Games,  por conta dos aplicativos que continuarão ou não na plataforma da maçã prateada.

Isso esta acontecendo por conta do inicio da segunda fase do processo da desenvolvedora contra a gigante Apple, na qual essa que está focada em realizar sua defesa e justificar algumas das ações realizadas nos últimos meses.

Ataque coordenado da Epic Games

Mesmo tentando manipular a Apple, ela não da o braço a torcer e até hoje tenta encontrar um denominador comum para voltar a ter o game Fortnite na plataforma.

Agora o que também esta em jogo é a justificativa da Apple descrevendo em seu depoimento, sobre como a Epic realizou um ataque coordenado para que outras plataformas realizassem ações que multipliquem o próprio lucro.

Esta acusação foi feita por Mike Schmid, chefe de desenvolvimento de negócios de jogos da Apple para a App Store e ratificada por Florian Mueller da Foss Patents, desenvolvedor de aplicativos e jogos.

Publicidade

Segundo eles “A Apple anexou várias declarações (incluindo duas que são basicamente relatórios de especialistas econômicos) ao documento de oposição. Antes de discutir o resumo da Apple como um todo, e as outras declarações, gostaria de destacar o que não é nada menos que uma acusação bombástica de intimidação que acabei de encontrar em uma declaração juramentada de Mike Schmid, chefe de desenvolvimento de negócios de jogos da Apple para a Loja de aplicativos”.

Mike também afirma que o jogo Fortnite só ganhou a popularidade atual por conta da Epic que ficou impulsionando ao máximo para garantir que ia ter autoridade suficiente para pressionar as plataformas a mudarem as regras das taxas de hospedagem, seja mobile ou até mesmo em consoles, para evitar perdas em seu lucro que é altíssimo.

Isso foi explicitamente contra as regras do PlayStation e a Epic empurrou o PlayStation para uma situação difícil com sua própria base de usuários, onde foi forçada a fazer uma mudança significativa nos termos da Epic, não nos seus próprios.

Aproveitando-se das vantagens dos serviços de conteúdo gamer, a Epic Gamers também é acusada de realizar a campanha #FreeFortnite, “forçando” a Apple para que as regras da App Store sejam mudadas, e não visando dar a melhor resolução do problema para os próprios jogadores.

Continue Lendo

Mundo Geek

Duna: Recebe primeiro Trailer inédito

Filme tem previsão de lançamento para o final desse ano, no dia 17 de dezembro.

Publicado a

em

O filme Duna, dirigido pelo cineasta Denis Villeneuve, responsável por A Chegada e Blade Runner 2049 acaba de ganhar seu primeiro trailer.

Para quem ainda não conhece, Duna é uma adaptação do romance de mesmo nome do autor Frank Herbert, livro esse que foi publicado em 1965 e que agora será lançado ainda esse ano nos cinemas.

Essa não é a primeira vez que Duna chega aos cinemas, pois em 1984 ele foi dirigido pelo diretor  David Lynch.

Publicidade

Agora na nova adaptação de Duna, Timothée Chalamet recebe o papel de  Paul Atreides, cuja família aceita controlar o planeta-deserto Arrakis, produtor de um recurso valioso e disputado por diversas famílias nobres.

Ele então acada por ser forçado a fugir para o deserto – com a ajuda de sua mãe – juntando-se a tribos nômades, que na qual ele vai liderar eventualmente por conta de suas habilidades mentais avançadas. Dave Bautista será Rabban, sobrinho sádico de um barão que comanda Arrakis e também é chamado de A Besta. O elenco ainda conta com Oscar IsaacZendayaJosh Brolin e mais.

O livro de Frank Herbert é conhecido como uma das obras mais complexas de ficção-científica de todos dos tempos, já virando até minissérie do canal Syfy em 2000. No Brasil, os livros da franquia Duna são publicados pela Editora Aleph.

A data de lançamento no Brasil ainda não foi confirmada, embora no exterior ele esteja previsto para 17 de dezembro.

Fontes: Omelete e Gauchazh

Continue Lendo

Games

God Of War: Antônio Fagundes declara ser fã e declara ter virado noites jogando

Um dos atores mais famosos da Globo, esta conhecendo o mundo dos games e diz que esta adorando a experiência.

Publicado a

em

Ator, diretor, produtor, roteirista e dublador brasileiro, Antônio Fagundes declara que adora video games, principalmente God of War. Não só isso, como relata que passou varias de suas noites sem dormir jogando-o.

“Gosto muito, adoro videogame! Descobri o videogame com 60 anos de idade. Fiquei louco, joguei desesperadamente. Queria saber por qual motivo meus filhos gostavam tanto e comprei o aparelho. Fiquei praticamente uma semana sem dormir jogando God of War”,comentou o ator durante a live da Maria Zilda Bethlem no Instagram.

Ele também comenta sobre ter comprado todos os jogos da franquia e quando percebeu, havia se passado uma semana e ele não tinha lido uma pagina dos livros que tanto gosta, uma outra paixão que também chama a atenção do Ator.

“Não conseguia focar. Fiquei umas três horas na primeira página do livro. Meu cérebro dispersava, pensava em outras coisas… era quase como se fosse um link da internet. Começava a ler uma frase, e minha cabeça ia para outro lado. Voltava, lia de novo, e ela ia para outro lado. Fiquei uns dois dias para retomar o foco da leitura porque esse aparelhinho, que é maravilhoso, não é para ser usado o tempo todo”, alertou.

 

Fontes: IGN e Metropoles.

Continue Lendo

Mais lidas +