UAI
Connect with us


Mundo Geek

Blizzard: Como forma de protesto Funcionários compartilham seus salários

Funcionários estão descontentes com o ajuste salarial da Blizzard, entrando em revolta.

Publicado a

em

Uma lista anõnima foi divulgada nessa ultima sexta (31 de agosto) de Funcionários da Blizzard Entertainment, compartilhando os valores de seus salários, como uma forma de protestar contra as disparidades salariais entre trabalhadores e executivos da companhia.

Descontentamento Geral

Recepção do prédio da Blizzard

Segundo o que foi relatado pelo site Bloomberg, esse movimento resulta do baixo ajuste salarial que foi realizado para os funcionários da Blizzard.

No ano passado (2019), foi realizado uma pesquisa entre os funcionários, e foi demonstrado que grande parte dos colaboradores estavam descontentes com seus salários, e que não estavam sendo avaliadas como não competitivas por eles.

Publicidade

A companhia prometeu que promoveria uma avaliação para garantir que os pagamentos sejam mais justos. Mas depois que os resultados foram divulgados, aconteceu uma revolta entre os funcionários, já que a maior parte desses ajustes ficaram a baixo de 10%, bem diferente do que estavam esperando.

Esse assunto já havia sido iniciado quando Bobby Kotick, CEO da Activision, ter recebido uma compensações de US$ 40 milhões em 2019, segundo dados compilados pela Bloomberg. Dennis Durkin, que é diretor financeiro da companhia, teve um bonos de US$ 15 milhões.

Ao mesmo tempo a Blizzard Entertainment tem sido pressionada pela estrutura corporativa a promover cortes de custos nos últimos tempos. No ano passado, a empresa já realizou cortes áreas de publicação e eSports.

Um dos veteranos da companhia disse que funcionários de hoje ganham menos na Blizzard do que há cerca de dez anos, quando colaboradores recebiam mais por conta de horas extras.

Alguns outros funcionários que só puderam receber um ajuste competitivo, quando deixara a companhia para trabalhar em outras empresas do setor, como a Riot Games.

Entusiasta por games e Tecnologia desde muito jovem, sempre estive atento as novidades que permeiam esse universo. Também trabalho com Publicidade e propaganda, com foco na criação de artes gráficas.

Anúncio
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + dezesseis =

Mundo Geek

Elon Musk: Pretende estabelecer redomas habitáveis em Marte

Bilionário pretende trazer ideia provinda de Ficção Cientifica a tona, habitando o planeta vermelho.

Publicado a

em

Já não é de agora que Elon Musk possui planos para levar os seres humanos para martes. Recentemente ele declarou que pretende criar redomas, parecida com iglus, feitos de vidro para essa finalidade.

Depois de varias ideias de missões, muitas vezes parecidas com a ficção cientifica, o CEO da SpaceX quer levar um milhão de pessoas a Marte até 2050. Essa novidade foi revelada através de um tuíte recente de Musk, é que a vida por lá estaria restrita a redomas de vidro que serão terraformadas “para suportar vida” uma espécie de simulação da Terra.

Plano de Elon Musk para Marte

Ideia aproximada de como seria as redomas de Elon Musk

O processo todo envolve a modificação da atmosfera, temperatura, ecologia e topografia para suportar um ecossistema como o nosso aqui da terra. Claro que esse conceito ainda é hipotético proveniente das ideias de Elon Musk.

Publicidade

Esse plano possui diversos desafios. Em uma análise recente, especialistas concluíram que podem ser necessárias 3.500 ogivas nucleares explodindo diariamente para aumentar a pressão atmosférica de Marte a níveis respiráveis.

E mesmo que isso seja possível um dia, ainda existe outro obstáculo pela frente: a radiação resultante dessas explosões tornariam a superfície completamente inabitável. Se tudo correr de acordo com o ambicioso plano de Musk, a primeira nave espacial do empresário deverá chegar ao Planeta Vermelho em 2024.

Continue Lendo

Games

Microsoft compra Bethesda por 7,5 Bilhões

O valor é a maior aquisição da história na indústria dos games e três vezes superior ao que a Microsoft pagou pela aquisição da Mojang Studios, produtora de Minecraft, em 2014.

Publicado a

em

Na manhã desta segunda-feira, recebemos uma noticia que chamou muita atenção da comunidade gamer. A Microsoft anuncia a aquisição da Bethesda e da sua empresa-mãe a ZeniMax Media.

Dessa forma, várias franquias aclamadas como The Elder Scrolls, Fallout, Doom, Wolfenstein, Dishonored, The Evil Within, Prey e outras passam a pertencer a Microsoft e no decorrer dos próximos meses estarão participando do catalogo do Xbox Game Pass para console e Windows 10.

Resultado da Aquisição

Segundo Phil Spencer para a Voxel, a exclusividade de jogos da Bethesda será analisada ‘caso por caso’

Segundo notas à imprensa, a compra foi realizada por US$ 7,5 bilhões — aproximadamente R$ 41 bilhões — e ainda está em fase de fechamento, que deve se estender até a segunda metade do ano fiscal de 2021.

Segundo Pete Hine, vice-presidente de relações públicas e marketing da Bethesda Softworks, o que vai mudar daqui pra frente, após a compra é o acesso a mais recursos para tornar a Bethesda ainda melhor na produção de suas franquias, mas eles continuam com independência para produzir e publicar seus jogos.

Todos os próximos games das principais franquias também devem aparecer no Xbox Game Pass, que já registra mais de 15 milhões de assinantes.

Publicidade

Ainda não há informações sobre o lançamento de jogos exclusivos que foram anunciados para a Playstation, mas segundo Phil Spencer, chefe da divisão Xbox, apontou que está empolgado com o cronograma de futuros jogos da Bethesda, que inclui tanto títulos anunciados como outros ainda desconhecidos pelo público.

O executivo citou diretamente StarField, que é uma aventura espacial que está sendo desenvolvida pela Bethesda Game Studios, esse que foi um dos primeiros jogos que foi  anunciados para a nova geração de consoles ainda em 2018.

Fonte: TechTudo e Xbox

Continue Lendo

Games

Cyberpunk 2077: Nova transmissão Night City Wire será exibida hoje (18/09)

Novas informações sobre o novo jogo da Cd Projekt Red serão revelados hoje na transmissão ao vivo que esta para acontecer.

Publicado a

em

O lançamento de Cyberpunk 2077 está cada vez mais próximo de acontecer, e muitos jogadores têm esperado ansiosamente para que a CD Projekt Red anuncie as especificações do game para PC. No dia (16/09), através de um tweet da desenvolvedora, ficamos sabendo que teremos uma transmissão ao vivo de mais um “Night City Wire”, o que pode revelar esta informação.

Night City Wire

Segundo a publicação, o terceiro Night City Wire marcado para hoje (18 de setembro), irá mostrar um tour da cidade do jogo, mais informações sobre as gangues, e em vez de falar sobre as músicas, vai abordar algo que muitos fãs andam pedindo.

Mesmo ainda sem informações sobre os requisitos necessários para PC, vale lembrar que o título está programado para a próxima geração, e também receberá a tecnologia Ray Tracing, então podemos esperar configurações mais robustas.

Cyberpunk 2077 esta programado para ser lançado para PS4, Xbox One e PC no dia 19 de novembro, recebendo upgrades gratuitos para PlayStation 5 e Xbox Series X para aqueles que adquirirem as versões da geração atual.

Fonte: TecMundo

Continue Lendo

Mais lidas +