Connect with us


Games

Como escolher um cartão MicroSD para o Nintendo Switch

O Nintendo Switch suporta cartões MicroSDHC, bem como cartões MicroSDXC. Mas qual é a diferença? Qual é o Melhor? Explicamos para você…

Publicado a

em

Com o Switch, a Nintendo decidiu seguir um caminho clássico de jogos baseados em cartuchos e leitores de cartão Micro SD que não exigem a instalação de nada em um servidor. Se você quiser jogar alguma coisa, tudo o que você precisa fazer é pegar o jogo, colocá-lo e ligar o seu Switch.

Quando precisar escolher um cartão Micro SD para o seu Nintendo Switch, considere os jogos que você jogará, bem como a quantidade de armazenamento a bordo necessário. Mas a dúvida maior é, qual o melhor tipo de cartão de memória para o Nintendo Switch?

Qual tipo de cartão: MicroSDXC ou MicroSDHC

O Nintendo Switch suporta cartões MicroSDHC, bem como cartões MicroSDXC. Qual é a diferença? Limites de armazenamento:

Publicidade

Dependendo dos seus hábitos de jogo, 32 GB de armazenamento adicional via MicroSDHC podem ser suficientes para você, mas para aqueles que planejam usar o eShop, o MicroSDHC provavelmente não é sua melhor escolha.

Quanto espaço de armazenamento você precisa?

Então você decidiu comprar um cartão MicroSDXC para o seu Switch, mas não tem certeza de qual tamanho comprar? É difícil prever, mas aqui estão algumas diretrizes que podem lhe auxiliar:

  • Se você costuma comprar fisicamente versões AAA e comprar apenas títulos da eShop ocasionalmente, um cartão de 64 GB deve funcionar.
  • Para aqueles que baixam jogos de eShop regularmente e ocasionalmente jogos AAA digitalmente, provavelmente é melhor pular para um cartão de 128GB.
  • Se você deseja fazer o download de boa parte dos jogos AAA, considere pelo menos 200 GB.

Até agora, os maiores cartões MicroSDXC disponíveis no varejo são de 1 TB, mas lembre-se de que o Switch suporta cartões MicroSDXC de até 2 TB .

 

 

Classe de velocidade

Além do armazenamento, outro fator incrivelmente importante na escolha do cartão MicroSD certo é a velocidade. As classes de velocidade recebem uma nota – 2, 4, 6 ou 10 – para observar a velocidade mínima de um cartão. Um grau 2 significa uma velocidade de linha de base de 2 MB / s, um 4 significa 4 MB / s e assim por diante. Para o Nintendo Switch, no entanto, você desejará comprar apenas cartões classificados com uma velocidade de classe 10. Como o console lê os jogos armazenados no cartão, um cartão de velocidade classe 10 provavelmente reduzirá os atrasos e lentidão.

Agora, apenas porque um cartão é classificado na classe 10, isso não significa que ele é capaz apenas de ler e gravar dados a 10 MB / s. Cada cartão MicroSD também possui uma velocidade nominal, que registra a taxa máxima de transferência, que geralmente é significativamente superior a 10 MB / s. Como não podemos prever o desempenho dos cartões MicroSD no Switch – e eles podem variar de jogo para jogo – sua preocupação deve ser principalmente a velocidade da classe 10.

Além disso, se você encontrar um cartão MicroSDXC com uma classe de UHS. As notas variam de UHS-1 (10MB / s) a UHS-3, às vezes com 1, 2 ou 3 impresso na frente do cartão em vez de 10. A Nintendo recomenda cartões compatíveis com UHS-1 e que ter uma velocidade de transferência entre 60 e 95 MB / s.

A marca do cartão MicroSD é importante?

Outra consideração vital ao comprar um cartão MicroSD deve ser o fabricante. Como em toda a tecnologia, às vezes você pode economizar dinheiro com marcas menos conhecidas, mas sacrifica a qualidade no processo. Com o armazenamento externo, sejam discos rígidos, unidades flash ou cartões SD, considerações rigorosas sobre testes e garantia são importantes. A mesma lógica se estende aos cartões MicroSD, pois você não deseja que um cartão falhe, especialmente um com um curto período de garantia ou nenhum.

Samsung e SanDisk são os fabricantes de cartões MicroSD mais conhecidos por um motivo. Cada cartão da Samsung e da SanDisk passa por testes rigorosos, e geralmente são à prova de temperatura, à prova d’água, à prova de choque e raios-X. O design à prova de temperatura pode ser o maior ponto positivo para os proprietários de Switch, pois você nunca sabe onde acabará trazendo seu novo híbrido portátil de console.

Além da SanDisk e da Samsung, outra grande marca é a Lexar, que produz cartões MicroSD que recebem críticas favoráveis. Seus cartões passam por testes igualmente completos.

Mais importante, porém, todas as três empresas oferecem garantias longas para cartões MicroSD, o que indica que elas foram criadas para durar. A Samsung oferece garantias de 5 a 10 anos, dependendo do cartão, que cobre defeitos e falhas do fabricante. A SanDisk também possui garantias de cinco a 10 anos em seus cartões, mas algumas vêm com uma garantia vitalícia. A Lexar oferece garantias vitalícias limitadas em quase todos os seus cartões MicroSD.

Você pode economizar dinheiro optando por uma marca diferente, mas sugerimos manter a SanDisk, Samsung e Lexar no seu radar.

Recomendações finais

Desde que você compre um cartão da classe 10 de um fabricante de qualidade com uma capacidade que reflita seus hábitos de compra, é difícil dar errado, mas aqui estão nossas recomendações para cada capacidade:

É difícil encontrar um cartão com preços razoáveis ​​acima de 200 GB. No entanto, nos últimos meses, opções baratas de cartão de 256GB foram surgindo o tempo todo. Por isso, convém pensar no futuro comprando um cartão maior.

 

Nós nos esforçamos para ajudar nossos leitores a encontrar as melhores ofertas em produtos e serviços de qualidade, e escolhemos o que cobrimos com cuidado e independência. Os preços, detalhes e disponibilidade dos produtos e ofertas deste post podem estar sujeitos a alterações a qualquer momento. Certifique-se de verificar se eles ainda estão em vigor antes de fazer uma compra.

A GADZ TECH somos sinceros com nossos leitores e informamos que podemos ganhar alguma comissão por produtos adquiridos através de nossos links, o que contribui co o trabalho que fazemos para nossos leitores.

Apps

Jogue Nintendo 3DS no seu smartphone Android! Veja como fazer…

Já é possível matar a saudade do Nintendo 3DS no seu Android, basta instalar um novo emulador que esta na Play Store.

Publicado a

em

Acabou de chegar à Internet uma excelente notícia para os apaixonados por jogos do Nintendo 3Ds e têm um smartphone Android, mas ao mesmo tempo é uma péssima novidade para a empresa que desenvolveu o Super Mário. O emulador da Nintendo 3DS chama-se Citra.

Conheça o Citra

Simulação do jogo Zelda no Citra

Simulação do jogo Zelda no Citra

O Citra estava sendo desenvolvido há muitos anos, apesar deste desenvolvimento seja para PC. No entanto, agora foi migrado para as plataformas móveis e algo é notório: Devido ao tamanho dos smartphones, a jogabilidade ficou melhor que nos PCs.

Publicidade

O emulador consegue replicar diversas funcionalidades do 3DS como o suporte para a câmara e o microfone. A isto juntam-se também os detectores de movimento. Se quiser obter uma experiência ainda mais interessante, existe a possibilidade de usar um Gamepad.

Apesar do emulador da 3DS estar disponível gratuitamente existe uma versão Premium. Esta aquisição pode ser feita diretamente na aplicação. Dá acesso ao modo escuro e a um sistema de renderização de texturas onde tudo fica ainda melhor.

Será que o Citra é compatível com todos os smartphones?

Simulação do jogo Mario Kart no Citra

Simulação do jogo Mario Kart no Citra

A equipe responsável pelo desenvolvimento do Citra recomenda que o dispositivo tenha um chipset Qualcomm Snapdragon 835 ou superior, mesmo que o desempenho possa depender especialmente da placa gráfica e possuir o sistema operacional Android 8.0 ou superior.

Ficou interessado em  jogar mas seu Smartphone já não tem a performance que precisa? Confira algumas promoções de Smartphones na Amazon!

 

Continue Lendo

Apps

Call of Duty: Warzone – nova medida de segurança deixa cheaters frustrados

Apesar de ser um excelente jogo, Call of Duty: Warzone perdeu boa parte da sua atratividade por estar cheio de cheaters.

Publicado a

em

Apesar dp Call of Duty: Warzone ser um ótimo jogo, ele começou a ter uma leva de pessoas o abandonando por estar cheio de por jogadores usando cheats e outras “tecnologias indignas”. E isso, claro, levou a Infinity Ward, desenvolvedora do game, a iniciar uma verdadeira cruzada contra os inimigos do fair play.

Desde que o game foi lançado, a empresa tem adotado uma linha dura contra os cheaters. Agora, após diversas ações e medidas de segurança, parece que a desenvolvedora finalmente conseguiu ter uma vitória relevante…

A Autenticação em 2 Etapas

Autenticação com 2 fatores: a Infinity Ward teve uma vitória significativa contra os cheaters

Autenticação com 2 fatores: a Infinity Ward teve uma vitória significativa contra os cheaters

Publicidade

A empresa resolveu tornar obrigatória a autenticação em duas etapas, para todos os players que desejarem entrar no game. Uma medida simples que já conseguiu diminuir o número de jogadores trapaceiros. Essa medida acabou levantando certos questionamentos sobre o fato de valer ou não valer pena recorrer a trapaças para jogar o jogo.

Veja como funciona:

  • O jogo exige que os jogador cadastre um número de celular.
  • Toda vez que uma tentativa de entrar no game é feita, uma mensagem com um código é enviada para o número cadastrado.

Com este mecanismo a ideia é evitar que os players que já foram banidos retornem ao game. E parece que isso tem dado certo. Conforme indicam algumas postagens em fóruns de hackers, os cheaters se mostraram muito indignados com esta estratégia da Infinity Ward…

“Agora eu nunca mais posso jogar o Warzone porque a conta que tinha meu número de telefone está banida e você precisa ter um novo número de telefone para jogar”, dizia uma das postagens.

Enfim, a Infinity Ward teve uma vitória significativa contra os cheaters e, ao que tudo indica, agora Call of Duty: Warzone será um ambiente um pouco melhor para os players honestos até que hackers provem o contrário…

Continue Lendo

Games

FIFA 21: A EA Sports já sabe se vai adiar ou cancelar seu jogo que é um dos seus carros chefe em vendas

Devido ao Coronavírus ter impactado seriamente o mercado dos games e do futebol, houve muitos rumores sobre adiamento e até mesmo cancelamento. A EA precisou fazer um pronunciamento. Confira

Publicado a

em

Independente de você gostar ou não do FIFA, ele sem dúvida é um dos jogos mais vendidos ano após ano, mesmo com todas as queixas dos jogadores de que o jogo é apenas um refresh do título do ano passado, com mudança nos elencos e algumas firulas. Que às vezes, fazem mais mal do que bem, pois com essas mudanças vem um caminão cheio de novos bugs para um jogo que nunca foi propriamente perfeito.

 

Rumores sobre o adiamento do FIFA 21

Devido ao fato do Coronavírus ter impactado seriamente o mercado dos games e principalmente o mercado como um todo. Houve uma onda de rumores que sugeriam um adiamento do FIFA 21, primeiramente devido ao fato das equipes de desenvolvimento estarem trabalhando em casa, que por si só dificulta, e também pelo fato dos campeonatos estarem neste momento suspensos.

Publicidade

Por conta dessa avalanche de suspeitas, a EA Sports já veio despreocupar os fãs do jogo e principalmente nos seus investidores! Ou seja, a galinha dos ovos de ouro da empresa não foi suficientemente afetada para existir um adiamento na tradicional e lucrativa data de lançamento. Na última reunião de contas, a EA garantiu que o novo jogo irá ser lançado na data prevista, muito provavelmente no dia 25 de Setembro:

“Temos um longo histórico na criação de conteúdo desportivo que não está diretamente dependente do mundo real. Aliás, nesta altura, uma das únicas maneiras de experienciar este mesmo esporte, é em jogo como os que nós criamos, algo muito bom para nós como empresa.”

Dito isto, não vai ser apenas FIFA a chegar na altura esperada, Madden 21 e NHL 21 também vão cumprir calendário.

Continue Lendo

Mais lidas +