Connect with us


Apps

Procon-SP quer que FaceApp, Google e Apple expliquem coleta de dados

Informações divulgadas na imprensa afirmam que a licença para uso do FaceApp contém cláusula que autoriza a empresa a coletar e compartilhar imagens e dados do consumidor.

Publicado

em

A febre do FaceApp, app que envelhece os usuários nas fotos, foi alvo do Procon-SP: o órgão, que tem vínculo com a Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, notificou os responsáveis pelo aplicativo para saber como os dados dos usuários são tratados. Google e Apple também receberam notificações.

Publicidade

O Procon-SP destaca que “informações divulgadas na imprensa afirmam que a licença para uso do aplicativo contém cláusula que autoriza a empresa a coletar e compartilhar imagens e dados do consumidor, sem explicar de que forma, por quanto tempo e como serão usados”.

 

“informações divulgadas na imprensa afirmam que a licença para uso do aplicativo contém cláusula que autoriza a empresa a coletar e compartilhar imagens e dados do consumidor, sem explicar de que forma, por quanto tempo e como serão usados”

 

Por conta disso, o Procon-SP quer que os responsáveis pelo FaceApp expliquem as políticas de coleta, armazenamento e uso dos dados dos usuários do aplicativo. Google e Apple também devem dar explicações porque são responsáveis pelas lojas que disponibilizam o app (Play Store e App Store).

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + um =