Connect with us

Apps

Em Xeque: TikTok informa seu primeiro relatório de transparência mas números geral desconfian

O TikTok divulgou seu primeiro relatório de transparência, mostrando quais países enviaram solicitações de remoção de conteúdo e acesso aos dados do usuário. As notícias são divulgadas após um ano difícil para a startup de mídia social, que enfrentou crescentes questionamentos sobre seu relacionamento com a China

Publicado

em

O TikTok divulgou seu primeiro relatório de transparência ontem, mostrando quais países enviaram solicitações de remoção de conteúdo e acesso aos dados do usuário. Segundo este relatório, a China não teve nenhum pedido de remoção ou acesso aos dados de usuários. O App, de propriedade de uma gigante chinesa, a ByteDance, alega que não recebeu nenhuma solicitação de remoção do Partido Comunista da China no primeiro semestre de 2019.

Publicidade

A este relatório foi divulgado após um ano difícil para a startup de mídia social, que enfrentou crescente averiguação sobre seu relacionamento com a China. Em setembro, um relatório do The Washington Post sugeriu que o TikTok estava censurando conteúdo relacionado aos protestos pró-democracia em Hong Kong, provavelmente apaziguando o governo chinês. O TikTok negou as acusações, mas não foi suficiente para impedir que os legisladores dos EUA pedissem uma investigação sobre segurança nacional .

Em seguida, o Comitê de Investimentos Estrangeiros nos Estados Unidos (CFIUS) procurou a ByteDance com preocupações de segurança nacional que ameaçavam a existência do aplicativo. Como o CFIUS gerencia fusões e aquisições com empresas americanas, sua investigação levantou preocupações de que a ByteDance poderia ser forçada a vender o TikTok. Mais recentemente, o exército dos EUA chegou ao ponto de proibir os soldados de usarem o aplicativo , dizendo que era uma “ameaça cibernética”.

O relatório do TikTok mostra que as agências policiais americanas têm trabalhado com o TikTok para obter acesso aos dados do usuário e remover conteúdo que viola as leis dos EUA.

So no ano passado, o TikTok recebeu:

  • 79 solicitações de dados de usuários de órgãos policiais dos EUA,
  • Além de 6 solicitações de remoção de conteúdo.
  • A empresa atendeu 86% das solicitações de dados do usuário
  • e restringiu ou bloqueou 7 contas relacionadas às solicitações de remoção de conteúdo.

 

“A TikTok está comprometida em ajudar a aplicação da lei em circunstâncias apropriadas e, ao mesmo tempo, respeitar a privacidade e os direitos de nossos usuários” , escreveu Eric Ebenstein, chefe de política pública da TikTok, em um post no blog .

 

Curiosidades deste relatório

Os EUA é o segundo maior solicitante de suspenção/remoção de conteúdos no TikTok, perdendo apenas para a Índia, que enviou 107 solicitações de dados do usuário e 11 solicitações de remoção de conteúdo. Provavelmente porque o TikTok é muito popular nos 2 países.

Também pode explicar por que a China não está no relatório, já que o aplicativo não opera lá. A versão chinesa do aplicativo, que é executada como uma organização separada, é chamada Douyin.

 

Agressão à liberdade

Dada a propensão da China de censurar o conteúdo de que não gosta, as notícias ainda são surpreendentes. Um relatório sobre liberdade na Internet em todo o mundo , divulgado pela organização de vigilância Freedom House, mostrou que a China é o pior agressor da liberdade na internet no mundo devido às suas táticas de censura e vigilância.

Essas estratégias não são apenas direcionadas aos cidadãos chineses. Em novembro, o The Verge informou que os americanos chineses estavam tendo suas contas do WeChat bloqueadas ou restritas por falar sobre as eleições de Hong Kong, mesmo para outros americanos.

Agora, a ByteDance está explorando a possibilidade de estabelecer a sede da TikTok fora da China , em um esforço para se distanciar do país.

“Temos deixado bem claro que a melhor maneira de competir nos mercados ao redor do mundo é capacitar equipes locais”, disse um porta – voz da empresa ao The Wall Street Journal na semana passada. “A TikTok construiu sua gestão constantemente nos países em que atua.”

 

E o TikTok no Brasil?

Em 2018 o TikTok foi um dos aplicativos mais baixados globalmente. Desde o lançamento no Brasil, o TikTok recebeu uma resposta esmagadora de usuários que desejam ingressar em uma comunidade de criadores de ideias semelhantes em uma plataforma onde eles têm experiências alegres, divertidas e positivas.

 

O Brasil é um mercado muito importante para nós e a popularidade do TikTok continua aumentando. Adoramos os usuários brasileiros porque eles são um dos mais engraçados e criativos de todos. – disse Rodrigo Barbosa, community manager do Tiktok.

 

Em 2020, o Brasil deve tornar-se uma peça chave para a estratégia global do aplicativo.

 

Fonte: The Verge

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − nove =

%d blogueiros gostam disto: