Connect with us


Black Friday

#BlackFriday2019: 5 erros mais comuns de brasileiros que compram produtos da China

Todo o ano existem brasileiros que procuram descontos em sites da China, e muitos consumidores acabam caindo em pegadinhas ou acabam tendo surpresas desagradáveis. Vamos dar algumas dicas para evitar estas surpresas desagradáveis.

Publicado

em

Este ano a tendência de smartphones será maior que dos anos anteriores e um dos motivos é a alta procura de aparelhos  de marcas chinesas. Não só por smartphones mas também por caixas de som, fones de ouvido, tablets, pulseiras inteligentes, roupas, bolsas, brinquedos, entre outros produtos.

Publicidade

Mas como aproveitar e importar produtos da China?

A maioria dos consumidores pode estar com várias dúvidas como:

  • Como faço para importar da China? É seguro?
  • Os produtos são confiáveis?
  • Quanto tempo demoram para chegar?

Hoje é muito seguro comprar produtos da China mas como qualquer compra feita pela internet, você precisa ter um mínimo de conhecimento sobre o que você está comprando.

Segundo pesquisa do PayPal, a China é o segundo país do qual os brasileiros mais compram. Com esta popularidade toda, sites chineses como Gearbest, AliExpress ou Banggood, possuem sites em português, aceitam pagamento via boleto, cartão nacional e alguns até aceitam parcelar. A maioria possui frete grátis e código de rastreio.

 

O que precisamos evitar na hora de fazer as compras

Como em toda loja na qual fazemos compras, existem alguns erros básicos que não podemos cometer para evitar complicações e aborrecimentos futuros. Confira os 5 erros mais comuns ao comprar da China:

Erro 1 – Não ler os anúncios com atenção

Sim! Isso realmente acontece. Quando começamos a pesquisar preços em sites chineses, ficamos impressionados com o valor baixo dos produtos, que esquecemos de ler os detalhes. Muitas vezes fazemos uma “leitura rápida” do anúncio e notamos só as principais informações que nos convêm ( imagem, preço e a palavra-chave que pesquisamos ), deixamos de ler a descrição ou até mesmo tentamos nos iludir inconscientemente. Assim acabamos comprando uma capinha de celular e na verdade queríamos comprar o aparelho.

 

Erro 2 – Tentar fazer “negócios da China”

Embora exista uma mística de que sempre os valores sejam inferiores ao do Brasil, isso nem sempre é verdade. Precisamos pensar que determinados produtos podem ter frete e/ou taxas. Então veja no site ( nao esqueça do Erro 1 ) todo o calculo para se fazer a importação para o Brasil. Outro ponto é sempre procurar comprar de sites confiáveis.

 

Erro 3 – Comprar celulares de marcas desconhecidas

Um erro clássico  em “marinheiros de primeira viagem” é ficar encantado com a imensidão de aparelhos e fabricantes de celulares. Há celulares chineses muito bons, como a Xiaomi, o OnePlus, a Huawei, entre outras.

Mas há marcas que devem ser evitadas, pois não possuem suporte para atualizações do fabricante ou mesmo para peças de reposição. A dica é, antes de comprar um aparelho, mesmo com boa configuração, buscar na internet manuais, tutoriais e dicas.

 

Erro 4 – Comprar roupas e esquecer de olhar os tamanhos

Comprar roupa em sites da China requer muita atenção. Não basta traduzir o S (de Small) como P, deixar M como M mesmo e L (de Large) como G. Os chineses são mais baixos que os brasileiros e, para isso, nem as tabelas de conversão ajudam muito.

A dica é medir uma roupa que nos sirva e comparar com as especificações do site com cuidado. Se o valor expresso lá for em inch (polegada), basta multiplicar por 2,54. Ou fazer a conversão no Google.

 

Erro 5 – Comprar produtos sem rastreio

É comum a pessoa querer economizar com a tarifa de rastreio. Quando você faz a compra sem rastreio, corre o risco de perder dinheiro pois nesse caso não há como provar que o produto não chegou. Sem contar que, na modalidade sem rastreio, as mercadorias demoram mais a chegar.

Falando na falta, tem também o excesso! Algumas pessoas, querendo que a encomenda chegue mais rápido, contrata um frete expresso como o FreteBR da loja Gearbest ou o Expresso da EMS. A questão é que nem sempre a mercadoria é entregue tão mais rápido do que se espera, além de ser taxada com certeza (60% do valor do produto mais frete e seguro). No caso do frete comum com rastreio, o produto é taxado por amostragem, podendo ser taxado pelo valor declarado pela loja (que na maioria das vezes é inferior ao valor real) ou simplesmente nem ser taxado.

 

SEMPRE VERIFIQUE A REPUTAÇÃO DOS FORNECEDORES

Um erro muito comum, tanto nos sites chineses ou até mesmo em no mercado livre, é não verificar a reputação dos fornecedores.

A dica final é estar atento às mudanças. As lojas estão sempre em evolução, trazendo novas formas de comprar, diferentes tipos de frete e maiores facilidades de pagamento. Como em qualquer outro tipo de loja, o olhar atento do consumidor faz sempre a diferença.

 

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 16 =